Inês Ruivo - Nutrição Funcional e Oncológica

Inês Ruivo - Nutrição  Funcional e Oncológica

Comentários

Por vezes, temos a sorte de iniciar projetos que alteram rapidamente a forma como vemos as coisas que nos rodeiam. Isso é raro e transformador, principalmente quando temos a certeza da sua utilidade na comunidade.
.
Saber o nome das plantas que se comem e nos curam, e que despontam nos passeios, no betão, nos terrenos baldios é um ato revolucionário.
O baldio não é estéril ou inútil. Quando conhecemos as plantas do baldio, ousamos entrar nesse Lugar e, por conseguinte, a nossa percepção de espaço da cidade muda.
Este mês, na Galeria Municipal do Porto, Yayo Herrero insistia que ainda não se fez a devida poesia à fotossíntese, pois ela é a base essencial para que a vida na terra exista. A Fernanda Botelho já começou a escrever. Nós tentamos seguir o passo.
.
Queremos fazer um agradecimento muito especial à nossa equipa — à Fernanda Botelho, à Cuka Linck e à Inês Ruivo - Nutrição Funcional e Oncológica — com quem aprendemos todos os dias; às entidades que tão bem nos acolheram durante os workshops de culinária e apresentações do trabalho de campo — ao Luís Xavier, da Hortus conclusus e à equipa do esad—idea—café; ao Luís Alves do Cantinho das Aromáticas que nos forneceu a grande maioria das plantas silvestres que usamos nas nossas atividades; ao @arq.bruno.moreira pelo ajuda fora de horas e infalível eficácia na programação do nosso site; à Forward consulting pelo apoio na impressão dos mupis de rua; à equipa da Porto Design Biennale, especialmente à Eleonora Fedi e à Inês Pinto pela total disponibilidade; à Câmara Municipal do Porto, à Câmara Municipal de Matosinhos, à esad—idea e à Porto Design Biennale por terem acreditado neste projeto!
.
Agradecemos também ao @jproseira, @raquelppais, @Sara_bento_botelho, @matilde_seabra_tw, @galeriamunicipaldoporto, @erva_dulce, @andredaloba, @cristina_regadas, @_rita_roque_, @museudacidadeporto, @wildanacrow, @maria.o.rodrigues, @atelierkaraka, @ritabaptistamoura, @littleonera, @crnium, @sufragista, @nutritainagaspar, @mariajoao_macedo, @dario.cannata, @rafaelduartelemos, @ageraz, @sualmeida.c, @sararodriguesstudio e a todos os que participaram nas atividades da Recoletora!

A Nutrição é uma poderosa ferramenta como terapia coadjuvante/complementar no tratamento de doenças crónicas e oncológicas. Na consulta de nutrição oncológica, é feita uma avaliação multidisciplinar do doente oncológico, onde avaliamos os antecedentes pessoais e familiares, o seu estado geral, estado nutricional, estadio da doença, tipo de tratamento convencional, etc., e traçamos um plano adaptado a cada caso por forma a optimizar o sucesso global da terapêutica.

Funcionando normalmente

Photos from Inês Ruivo - Nutrição  Funcional e Oncológica's post 03/12/2021

Deixo aqui 6 alimentos e nutrientes essenciais que pode introduzir na sua rotina diária e que podem fazer a diferença neste inverno.

Se gostou dê um like, partilhe com os seus amigos, salve para ver mais tarde e deixe o seu comentário.

Marcar consulta: link na bio ou www.inesruivo.pt

#nutriçãointegrativa #nutriçãofuncional #imunidade

Photos from Inês Ruivo - Nutrição  Funcional e Oncológica's post 02/08/2021

Para preparar uma boa salada de frasco, é importante respeitar a ordem dos ingredientes de forma a que se mantenham frescos e com as mesmas características.
Arraste para o lado para ver qual a ordem.

Estás saladas são ótimas opções para levar para a praia, passeios, Picnic..

#nutriçãointegrativa #nutriçãofuncional #alimentaçãosaudável #salada #verão

Photos from Inês Ruivo - Nutrição  Funcional e Oncológica's post 26/07/2021

Como acelerar o metabolismo? É uma das perguntas que mais me fazem.
Arraste para o lado para ver algumas dicas...

#nutricaofuncional #nutriçãointegrativa #alimentaçãosaudável #metabolismo

Photos from Inês Ruivo - Nutrição  Funcional e Oncológica's post 01/07/2021

Será que o consumo de alimentos lácteos é essencial para mantermos uma ingestão suficiente de cálcio?

Arraste para o lado para conhecer excelentes fontes de cálcio lácteas e não lácteas.

Marque a sua consulta em www.inesruivo.pt

#nutriçãofuncional #nutriçãointegrativa #alimentaçãosaudável #cálcio

29/04/2021

Vejo com muita frequência, pacientes com reservas de ferro muito baixas. Podemos ter níveis de ferritina baixos mesmo sem diagnóstico de anemia, isto é, temos pouco ferro armazenado no nosso corpo. Isto não é bom sinal, pois, quando temos poucas reservas temos de priorizar o acesso de ferro para a hemoglobina, ficando por isso a faltar ferro para outras células e proteínas importantes, nomeadamente a tiróide (que precisa muito de ferro) e as mitocôndrias – organelos responsáveis pela produção de energia.
Por isso, é frequente verificar pacientes “sem anemia”, isto é com bons níveis de hemoglobina e com queixas como cansaço, fadiga, problemas de memória, fadiga mental, etc. pois têm os valores de ferritina baixos.

E quais os motivos para isso acontecer?
Os mais comuns são:
💩 Disbiose intestinal – mesmo que sem sintomas digestivos
🔥Hipocloridria – Pouco ácido clorídrico no estômago. Frequente em quem toma “protectores gástricos”
🩸Fluxo menstrual excessivo
🥩Baixa ingestão de ferro – mais comum em padrões alimentares vegetarianos/veganos.

É importante avaliar todos estes factores, e quando necessário corrigi-los, antes de decidir iniciar uma suplementação de ferro. Principalmente nos casos de em que existe uma tendência para anemias, ou quando os níveis de ferritina são muito baixos.

#nutriçãofuncional #nutriçãointegrativa #vegetariano #vegan #anemia

Vejo com muita frequência, pacientes com reservas de ferro muito baixas. Podemos ter níveis de ferritina baixos mesmo sem diagnóstico de anemia, isto é, temos pouco ferro armazenado no nosso corpo. Isto não é bom sinal, pois, quando temos poucas reservas temos de priorizar o acesso de ferro para a hemoglobina, ficando por isso a faltar ferro para outras células e proteínas importantes, nomeadamente a tiróide (que precisa muito de ferro) e as mitocôndrias – organelos responsáveis pela produção de energia.
Por isso, é frequente verificar pacientes “sem anemia”, isto é com bons níveis de hemoglobina e com queixas como cansaço, fadiga, problemas de memória, fadiga mental, etc. pois têm os valores de ferritina baixos.

E quais os motivos para isso acontecer?
Os mais comuns são:
💩 Disbiose intestinal – mesmo que sem sintomas digestivos
🔥Hipocloridria – Pouco ácido clorídrico no estômago. Frequente em quem toma “protectores gástricos”
🩸Fluxo menstrual excessivo
🥩Baixa ingestão de ferro – mais comum em padrões alimentares vegetarianos/veganos.

É importante avaliar todos estes factores, e quando necessário corrigi-los, antes de decidir iniciar uma suplementação de ferro. Principalmente nos casos de em que existe uma tendência para anemias, ou quando os níveis de ferritina são muito baixos.

#nutriçãofuncional #nutriçãointegrativa #vegetariano #vegan #anemia

06/11/2020

SHOTS MATINAIS

Acho que nunca vos falei aqui dos shots matinais que faço todos os dias.

Começo o dia com um shot que vai variando sempre para modular os meus genes e fortalecer a minha saúde logo de manhã.

Ultimamente tenho feito shots mais anti-inflamatórios porque eu tenho um "mau" perfil dos genes de inflamação, e porque é hora de reforçar o meu sistema imunitário 💪

O de hoje leva:
Limão + curcuma + espirulina

Eu uso uma espirulina portuguesa dos Açores 🇵🇹 @5essentiagram

29/10/2020

Tenho tido muitos seguidores novos ultimamente (🙏) e reparei que desde que me iniciei no Instagram nunca fiz uma apresentação minha...
Para os que não me conhecem, o meu nome é Inês Ruivo, tenho 38 anos e sou mãe de 2 filhos maravilhosos...

Sou nutricionista desde 2007! Sempre trabalhei na área clinica e durante os primeiros anos de profissão trabalhei também com consultoria nutricional. Ao fim de 3 anos a trabalhar senti que eu não era uma mais valia para os meus pacientes, pois sentia que eles precisavam de muito mais do que eu oferecia em consulta. Senti-me frustrada com a nutrição que aprendi na faculdade. Nessa época pensei em desistir da nutrição clínica e dedicar-me à consultoria. Mas também não me realizou e poucos meses depois decidi que tinha de realmente aprender muito mais para poder ajudar os meus pacientes. Um dos meus maiores prazeres na vida é estudar (sempre digo que o meu sonho de vida seria ser paga para estudar e tirar cursos!). Foi quando em 2010 decidi ir para o Brasil estudar fitoterapia clinica avançada (terapia com ervas medicinais). Mais tarde, ainda no Brasil, iniciei outro curso em medicina ayurvédica (medicina tradicional indiana), e desde então não parei mais de estudar, fiz algumas pós-graduações em Nutrição Funcional, interpretação de exames laboratoriais, nutrição funcional e cancro entre outras. Já em Portugal fiz um mestrado em oncologia clinica no IPO e ICBAS. E pretendo nunca mais parar de estudar!!
Ao longo destes anos todos consegui atingir o meu principal objectivo – ajudar os meus pacientes a atingir os seus objectivos e acima de tudo a serem saudáveis e plenos! Hoje sinto-me muito feliz e realizada com o que faço!
Não sou nem nunca fui muito fã das redes sociais, mas há pouco tempo percebi que podem ser uma ferramenta muito valiosa para levar informação de qualidade às pessoas. Esse é o meu objectivo com este perfil – fazer chegar informação credível e útil para que todos possam ser mais saudáveis! Espero que gostem e partilhem com quem mais precisa.

#nutriçãofuncional #nutriçãointegrativa

21/10/2020

A infeção por H. Pylori é muito comum e estima-se que afecta mais da metade da população mundial.

É uma infecção que se adquire através do consumo de água ou alimentos contaminados ou por contacto com indivíduos infectados.

Na maioria das pessoas a infecção por H. Pylori é assintomática, isto é, não apresenta sintomas. No entanto, em alguns indivíduos mais susceptíveis, a infecção por H. Pylori pode causar gastrites, úlceras e até neoplasias como linfomas e cancro gástrico.

O acompanhamento e o tratamento nutricional são uma grande mais-valia para quem já fez ou vai fazer o tratamento de erradicação do H. Pylori. Isto porque o tratamento clássico é bastante agressivo para a mucosa gastrointestinal, e por si só causa hipocloridria e é um enorme factor de risco para uma disbiose pós-tratamento. Consulte o seu nutricionista para uma avaliação correta e um tratamento adequado ao seu caso.

Veja o artigo completo em www.inesruivo.pt

#nutriçãofuncional #healthy #healthyfood #nutriçãointegrativa #funtionalmedicine #medicinaintegrativa #medicinafuncional #alimentaçãosaudável  #alimentaçãoconsciente #saúde #hpylori #gastrite #azia #disbiose #ulcera

16/10/2020

Em que consiste na prática DC?
Muito resumidamente consiste na redução do consumo de hidratos de carbono e aumento do consumo de gordura.

De uma forma geral a distribuição de macronutrientes é a seguinte:

HIDRATOS DE CARBONO (HC)
Redução dos habituais 55% a 60% de Hidratos de Carbono para 5% a 15%
Muito importante salientar que para além da redução do seu teor diário total é necessário ter em conta o tipo de HC. Estes deverão ter um índice glicémico baixo, e a sua combinação nas refeições deve ser cuidada para que a carga glicémica total seja baixa também. Isto significa que o aumento da glicose sanguínea após as refeições deve ser baixo e a ponto de não impedir a cetose.
Os HC deverão provir principalmente de sementes, frutos secos e hortícolas e reduzir o consumo de frutas, e restringir o consumo de cereais principalmente os refinados e tubérculos.

MITO – Não se pode comer nada com hidratos de carbono! Não é verdade! A quantidade é baixa mas o mais importante é a carga glicémica

PROTEÍNAS
O teor em proteínas deve se manter nos habituais 1g/kg peso/dia.

MITO - Ao contrário do que se diz em alguns artigos, a DC não deve ser hiperproteica, pois alguns aminoácidos são gliconeogénicos e podem ser utilizados para a produção de glicose pelas nossas células, quebrando assim o estado de cetose. Importante salientar que as proteínas de fonte vegetal são menos gliconeogénicas do que as proteínas animais e por isso mais vantajosas para manter o estado de cetose.

GORDURA
Elevado teor de gordura, que pode variar entre 45% a 70%.

MITO - Este é talvez o ponto mais sensível e controverso, pois tem-se visto em muitos sites e perfis de redes sociais, DC com um consumo exagerado de gorduras saturadas ou hidrogenadas. Isso não faz sentido nenhum e deita por terra as vantagens que a DC pode trazer para a saúde, pois vai levar a um aumento de quadros dislipidémicos e aumento do risco cardíaco entre outros problemas. 
Continua nos comentários 👇

14/10/2020

Como escrevi no artigo anterior o objectivo da dieta cetogénica (DC) é reduzir o aporte de glicose para que o organismo consiga entrar em cetose. É exactamente este ponto que pode tornar a DC interessante para pacientes oncológicos. Porquê? Vamos começar por entender a relação entre glicose e cancro:

Há quase um século atrás, o médico Otto Warburg demonstrou que as células neoplásicas dependem mais da glicose para a obtenção de energia do que as células normais, isto significa que a glicose é essencial ao desenvolvimento de muitos tumores. Enquanto as nossas células saudáveis conseguem adaptar-se à privação de glicose, usando a gordura (corpos cetónicos) como fonte de energia, grande parte dos tumores não tem a capacidade de activar estas vias alternativas, sendo altamente dependentes de glicose.

Estudos mostram que os tumores com uma maior a taxa de fixação/consumo de glicose são mais agressivos, têm uma maior taxa de proliferação e indiferenciação celular, maior potencial de metastização, e por outro lado tendem a ter uma menor resposta a tratamentos e pior sobrevivência.

Todos os doentes oncológicos beneficiam da DC?

Nem todos os tumores utilizam a via glicolítica (glicose) para a obtenção de energia, existem tumores com vias alternativas. É importante conhecer o tipo de tumor. Nestes casos a DC não vai ser tão interessante.

A maior controvérsia relativamente à prática de DC em doentes oncológicos prende-se com a questão de perda de peso e caquexia (perda de massa muscular grave) que é muito comum em alguns tipos de cancro, nomeadamente nos tumores digestivos e de cabeça e pescoço. A questão é que neste tipo de cancros existe uma grande preocupação em evitar ou travar a perda de peso e caquexia pois isso torna os pacientes mais vulneráveis aos tratamentos e piora muito o prognóstico. Fará então sentido uma dieta tão restritiva e difícil de seguir em doente tão susceptíveis à perda de peso?  Os estudos em humanos ainda não são tantos quanto os necessários para tirar conclusões mais assertivas. Mas os resultados são promissores e mostram que...
Continua nos comentários 👇

13/10/2020

O objetivo da Dieta Cetogénica (DC) é fazer com que o organismo entre em cetose. E o que é a cetose? É um estado metabólico em que o organismo não tem acesso à glicose (principal fonte de energia para o nosso corpo) e passa a utilizar uma via alternativa – os corpos cetónicos – que se obtém através da gordura da alimentação ou por destruição das reservas da massa gorda.
Na DC é possível entrar em cetose pois existe uma redução drástica da ingestão de hidratos de carbono (fornecedores de glicose) e da carga glicémica da alimentação, e um aumento do consumo de gorduras (fornecedores de corpos cetónicos), que passa a ser a principal fonte de calorias da dieta. A quantidade de proteína não se altera das recomendações habituais e gira em torno de 1g/kg de peso /dia.

De uma forma geral há uma redução do teor em hidratos de carbono para 5% a 15% (em vez dos habituais 55% a 60%), e um aumento do teor de Gorduras para 45% até 70% (em vez dos habituais 20% a 30%).

Quais os benefícios da cetose para o organismo?
- Melhoria da flexibilidade metabólica das mitocôndrias (parte da célula responsável por produção de energia) tornando-as mais eficientes.
- Redução dos marcadores inflamatórios sistémicos e em particular do Sistema Nervoso Central – alguns estudos relatam melhoria na concentração, cognição e memória. A DC tem sido estudada no tratamento da Doença de Alzheimer.
- Melhoria do perfil glicídico e diminuição dos níveis de insulina – eficaz no tratamento da resistência à insulina e na prevenção da diabetes mellitus tipo 2.
- Controlo das crises de epilepsia – Os benefícios da DC na epilepsia em crianças e adultos são talvez os mais bem documentados na literatura científica. A DC surgiu e ficou conhecida precisamente com esse objectivo
- Doenças oncológicas –tema do próximo artigo
- Perda de Peso – Como o organismo, na falta de glicose, tem que produzir corpos cetónicos, vai haver uma destruição do tecido adiposo para que isso aconteça. Esse é o princípio por trás da eficácia da DC para a perda de peso. É o mesmo que acontece quando fazemos jejum.

Continua nos comentários 👇

08/10/2020

A rinite e a sinusite não são sinónimos. A sinusite é uma inflamação dos seios perinasais, enquanto que a rinite é uma inflamação da mucosa nasal. Geralmente estas duas condições coexistem. De facto, muitos médicos defendem que a sinusite é uma complicação da rinite, pois a alergia leva a uma inflamação da mucosa nasal, com obstrução dos seios perinasais.

A rinite está fortemente associada a processos alérgicos. Entre os alérgenos mais comuns estão o pólen, poluição, fungos, epitélios de animais assim como alérgenos alimentares. Entre crianças com problemas de rinite crónica e otites de repetição, foi demonstrado que 1 em cada 3 tinha alergia não diagnosticada à proteína do leite de vaca e ao glúten (os alérgenos alimentares mais comuns).

Num estudo recente (2019), os autores concluem que as alergias alimentares estão muito associadas a doenças como a asma e a rinite alérgica, e que podem contribuir para a severidade e cronicidade destas doenças.

A sinusite, como vimos antes, na opinião de alguns autores pode ser consequência da rinite que leva a uma infecção dos seios perinasais. O tratamento padrão da sinusite passa pela prescrição de antibióticos, o que em alguns casos pode ser considerado desnecessário, uma vez que na maioria dos casos a infecção é causada por vírus e não bactérias. O uso desnecessário de antibióticos leva a um aumento da resistência aos mesmos, e também a um desequilíbrio da flora intestinal denominado de Disbiose.

A disbiose ou o aumento na proliferação de bactérias patogénicas no sistema gastrointestinal pode ser responsável pelo desenvolvimento de algumas doenças locais e sistémicas, nomeadamente doenças respiratórias. Existem estudos que mostram uma relação direta entre o intestino e trato respiratório, através do eixo intestino-pulmão. A disbiose pode ser um importante gatilho para doenças como a asma, rinite e sinusite e a correcção do perfil microbiano intestinal pode melhorar a sintomatologia associada a estas patologias.

Saiba como a nutrição pode ajudar e quais os alimentos e nutrientes mais adequados, no artigo completo em www.inesruivi.pt

Marque já a sua consulta!

21/09/2020

Hoje é o dia mundial da Gratidão.
Hoje agradeço a minha família, a nossa saúde, o meu trabalho e a todos os meus queridos clientes ❤️❤️

18/09/2020

Como já puderam ver nos artigos anteriores sobre o tema, o Jejum intermitente (JI) é muito mais do que um método para perder peso. Geralmente não gosto muito de associar o JI à perda de peso, no entanto é um tema que me pedem muito e por isso decidi escrever um artigo nesta semana do JI só sobre este tema.

O que os estudos e a experiência clinica mostram é que o JI é um método que permite uma perda de peso consistente, principalmente através de uma diminuição significativa de massa gorda. No entanto, a maioria dos estudos mostram que o JI não é mais eficaz na perda de peso quando comparado com outras dietas hipocalóricas. Isto é, os resultados são semelhantes em termos de perda de peso efectiva. Logo se pensarmos só nesse parâmetro, podemos optar por uma de várias ferramentas que são igualmente eficazes, como o JI, a dieta cetogénica, a dieta “low carb”, dieta hipocalórica, entre outras.

A grande diferença é que o JI, como puderam ler nos artigos anteriores, traz inúmeras vantagens para a saúde, e dependendo do esquema, é um estilo de vida a adoptar a longo prazo e não uma “dieta” que geralmente são bastante restritivas, cansativas e difíceis de seguir por períodos mais longos.

É importante também salientar que através do JI, consegue-se resultados mesmo seguindo um plano normocalórico (ou seja sem restrição de calorias) durante a janela de alimentação, desde que o esquema de jejum seja adequado (não conseguimos perda de peso apenas com jejum nocturno de 12 H). Os resultados podem ainda ser potenciados se associarmos o JI com padrões alimentares hipocalóricos, ou “Low carb” por exemplo. Claro que com estas últimas opções acresce ainda mais a responsabilidade de consultar um nutricionista, pois os défices nutricionais podem facilmente ser muitos e com consequências graves para a saúde.

O que comer na janela de alimentação é chave do sucesso do JI, quer o objectivo seja a perda de peso quer seja potenciar a nossa saúde em geral.

Marcar consulta: 918965116 ou www.inesruivo.pt

Inês Ruivo

Sou nutricionista, licenciei-me em Ciências da Nutrição pela Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto. Depois de 3 anos a trabalhar na área clínica, senti a necessidade de aprofundar os meus conhecimentos, e em 2010 fui viver para o Brasil, onde fiz uma pós-graduação em Fitoterapia Clínica Avançada em Curitiba na Unibrasil e Centro de Educação Avançada em Saúde Kalluf Stocco, e uma formação na Escola Yoga Brahma Vidyalaya (São Paulo), em Terapia Ayurvédica (Medicina Tradicional Indiana), que tal como a Medicina Tradicional Chinesa tem como base terapêutica a alimentação e nutrição. Ao longo de mais 3 anos, tive oportunidade de contactar com uma realidade distinta da portuguesa e de comprovar o que fui percebendo ao longo do curso e da minha experiência clínica: a Nutrição é muito mais do que a quantificação de macro e micronutrientes dos alimentos. Estudei uma visão mais bioquímica e funcional dos alimentos e as acções específicas dos seus nutrientes, nos mais diversos sistemas do organismo humano. E, espontaneamente, comecei a interessar-me cada vez mais pela oncologia.
De volta a Portugal, procurei aprofundar conhecimentos nesta especialidade, de forma a poder dedicar-me profissionalmente a esta área de tratamento do doente oncológico. No final de 2017, terminei o Mestrado em Oncologia com especialização em oncologia clínica com média final de 17 valores. Em 2016, realizei ainda um estágio de seis meses no Instituto Português de Oncologia do Porto. No final do ano de 2018 tive o enorme prazer de participar do 15º Congresso Nacional de Oncologia e um grande orgulho de ver o meu trabalho reconhecido com o 1º Prémio da Categoria: “Caquexia e perda de peso no doente oncológico”.
Acredito que, para além do seu importante papel na prevenção de doenças, a Nutrição é uma ferramenta poderosa enquanto terapia coadjuvante/complementar no tratamento de várias doenças, concretamente doenças crónicas e degenerativas, como é o caso do cancro. É com muita satisfação que verifico que, apesar de este ser ainda um tema pouco estudado, a importância da alimentação como terapia auxiliar aos tratamentos oncológicos convencionais, tem sido alvo de interesse crescente nos últimos anos por parte da comunidade científica internacional, e a sua acção terapêutica comprovada em numerosos estudos publicados.

No inicio deste ano tomei a decisão de me dedicar a 100% à Nutrição Oncológica no meu consultório na Porto e consultas on-line. Nesta página vou partilhando alguns artigos de temas de interesse assim como algumas dicas e receitas. Para mais informações consulte o site www.nutricaooncologica.pt.

Vídeos (mostrar todos)

O que é a celulite e como a nutrição é uma estratégia importante no seu combate.Marque já a sua consulta on-line em: 918...
O sono😴😴 é das funções mais importantes do nosso corpo. Ele é vital para a nossa saúde, e não está apenas associado à no...
Dia 20 de Setembro!Já só tenho 2 vagas para esse dia. Marquem já: 918 965 116! Ou partilhem com quem tiver interesse 😉#n...
A infeção por H. Pylori é muito comum e estima-se que afecta mais da metade da população mundial.É uma infecção que se a...
FIBROMIALGIA é uma síndrome reumática muito incapacitante, caracterizada por quadros de dor generalizada, fadiga crónica...
A Nutrição é uma poderosa ferramenta como terapia coadjuvante/complementar no tratamento do CANCRO DA MAMA.Marcar consul...
A disbiose intestinal pode ter diversas causas, e mesmo sem nos darmos conta podemos sofrer deste mal há muito tempo. A ...

Categoria

Produtos

Consulta de Nutrição presencial e on-line

Telefone

Endereço


Avenida Fernão De Magalhães, 108
Porto
4300-187

Horário de Funcionamento

Segunda-feira 10:00 - 19:00
Terça-feira 10:00 - 19:00
Quarta-feira 10:00 - 19:00
Quinta-feira 10:00 - 19:00
Sexta-feira 10:00 - 19:00
Outra Saúde/Beleza em Porto (mostrar todos)
Dora Cabeleireiro Dora Cabeleireiro
Avenida Rodrigues De Freitas Numero 411 Loja D
Porto, 4000

trabalho por marcação serviço de noivas laser pedicure manicure unhas de gel/acrilico técnica de cor especialista em loiro e penteado de noiva formadora

Dr. José Marinhas - Cirurgia da Coluna Dr. José Marinhas - Cirurgia da Coluna
Estádio Dragão Entrada Nascente, 4350-415 Porto
Porto, 4350-415

Dr. José Marinhas - Cirurgia da Coluna

Gatsby Style Gatsby Style
Porto

Vais sair e queres causar boa impressão. Já tens a roupa e os acessórios. O cabelo é a preocupação? Só tens que escolher o penteado!

Mademoiselle Paris Mademoiselle Paris
Rua D. Joao IV - 43
Porto, 4000-301

Espaço dedicado a imagem da mulher , passando pelos acessórios roupa e maquilhagem!!

Pincéis de Maquilhagem - LOW COST - Internacional Pincéis de Maquilhagem - LOW COST - Internacional
Porto, 4435

Aqui vai encontrar kits de pinceis ou pinceis individuais a melhor preço do mercado. O ENVIO É APENAS PARA PORTUGAL E ILHAS.

Oriflame com Elisabete Campos Oriflame com Elisabete Campos
Porto

Aqui encontra-se beleza, bem-estar, saúde e alegria! :) Bem-vindo(a).

Fitoterapia-saúde natural Fitoterapia-saúde natural
Porto, 4000-125

Estamos aqui para lhe fornecer os melhores produtos organicos para a prevenção ou ajuda na restabelecimento do bom funcionamento do seu organismo e do dos seus animais de estimação.

Depilemotion - líder na parceria de aluguer de depilação a laser Depilemotion - líder na parceria de aluguer de depilação a laser
Rua Delfim Ferreira 649
Porto, 4100-201

A Depilemotion é a marca líder na parceria de aluguer de depilação a laser.

Health and Leisure Portugal Health and Leisure Portugal
Porto, 4200-208

Health and Leisure Portugal

Hair Style Hair Style
Rua Da Igreja Velha 111, S.mamede Infesta
Porto

Serviços profissionais de Cabeleireira e Maquilhagem ao domicílio! Contactos: Cristina Sousa 91 4733646 [email protected] Mensagem privada

Raquel Moreira MakeUp Raquel Moreira MakeUp
Porto, 4400-232

Serviços de maquilhagem para: Noivas, Eventos especiais, Moda, publicidade e televisão, Personal Shopping, MakeUp Voucher.

Richard Augusto Make-up Richard Augusto Make-up
Porto

Maquiagem Profissional