Andrade Cabeleireiros

Andrade Cabeleireiros

Contact information, map and directions, contact form, opening hours, services, ratings, photos, videos and announcements from Andrade Cabeleireiros, Barber Shop, East Flushing, New York.

Operating as usual

media1.tenor.co 03/08/2022

media1.tenor.co

João Andrade Cabeleireiros deseja a todas as mulheres um dia feliz

media1.tenor.co

12/31/2021
12/23/2021
08/16/2021

João Andrade Cabeleireiros informa os seus clientes e amigos que se encontra de férias de 16 a 19 de agosto, e de 23 a 26 de agosto.

03/11/2021

Reabrimos dia 15 de Março. Faça já a sua marcação.

03/11/2021

Nova morada a partir de segunda feira dia 15 de Março.

media.tenor.co 03/08/2021

media.tenor.co

João Andrade Cabeleireiros deseja um feliz dia da mulher

media.tenor.co

media1.tenor.co 12/31/2020

media1.tenor.co

João Andrade cabeleireiros deseja um feliz ano a todos os seus clientes e amigos

media1.tenor.co

media1.tenor.co 12/24/2020

media1.tenor.co

João Andrade cabeleireiros deseja a todos os seus clientes e amigos um feliz Natal

media1.tenor.co

12/04/2020

Brevemente novas instalações
Rua Miguel Bombarda n°60 Ermesinde

11/27/2020

Dia 30 Novembro e dia 1 Dezembro estamos abertos das 9.30 às 13 horas por marcação

04/12/2020

João Andrade Cabeleireiros
Deseja uma Santa Páscoa

03/25/2020

Centro Artístico e Cultural dos Cabeleireiros de Portugal

O Centro Artístico Cultural dos cabeleireiros de Portugal associa-se a esta iniciativa, por considerar que em tempos difíceis é importante estarmos unidos para bem da profissão:
COMUNICADO JÁ ENVIADO À COMUNICAÇÃO SOCIAL
A Associação Portuguesa de Barbearias Cabeleireiros e Institutos de Beleza em nome de todas as empresas, empresários e seus trabalhadores vem apelar ao apoio imediato do Estado, de forma a ser possível a manutenção da sua existência e por inerência dos postos de trabalho dos seus trabalhadores, com a implementação de medidas realmente eficazes.
O sector dos cuidados pessoais representa mais de 200 (duzentos) mil postos de trabalho aos quais acresce mais de 100 mil trabalhadores independentes que precisam do espaço dos estabelecimentos comercias (numa política de interação) para exercer a sua atividade.
Este sector constituído, em grande maioria, por micro entidades empregadoras onde trabalha o próprio empresário juntamente com mais um ou dois trabalhadores veio a ser fragmentado, pelas diversas politicas levadas a cabo por diversos governos, de onde resultaram estas pequenas unidades produtivas que vivem da receita do dia a dia para pagar os consumos necessários ao exercício da atividade: a renda/empréstimo bancário do estabelecimento, a enorme carga fiscal, os fornecedores, o vencimento do empresário e dos seus trabalhadores.
No final destes pagamentos nada resta. Como poderão, agora, estas micro unidades produtivas pagar, seja o que for, sem qualquer receita? O próprio empresário que é verdadeiramente um assalariado de si próprio também não vai receber qualquer vencimento.
Estas microempresas com as medidas insuficientes anunciadas, e isto é um facto, não terão a possibilidade de chegar ao fim do mês e pagar os vencimentos dos seus trabalhadores, nem pagamentos de rendas, fornecedores, encargos sociais ou impostos.
Nas medidas a implementar há que ter em atenção a diversidade dos tecidos empresariais e não se pode privilegiar determinados setores de atividade que durante anos ganharam milhões.

Assim exige-se:

1- Lay off simplificado sem a referência a dois meses de quebra de faturação e assumidos pelo Estado, a 100%, os custos com remunerações;
2- Criação de Linhas de crédito de apoio à tesouraria com uma taxa de juro 0% (tal como já foi dito pelo Sr. Primeiro Ministro: - os contribuintes ajudaram os Bancos, agora está na hora de os Bancos ajudarem os contribuintes) com condições de acesso menos rigorosas de forma a serem acessíveis a um maior número de empresas;
3- Com os estabelecimentos encerrados e sem consumos de água, gás e eletricidade a isenção de quaisquer pagamentos com eles relacionados enquanto durar o seu encerramento;
4- Moratórias imediatas para rendas das lojas fechadas e criar uma compensação fiscal para os senhorios, no sentido de receberem estas rendas mais tarde;
5- - Moratórias imediatas nas prestações a pagar aos bancos;
6- - Moratórias imediatas para todos os impostos, quer para a declaração e quer para o pagamento;
7- Não pagamento de qualquer vencimento aos trabalhadores que tenham deixado de trabalhar pelo fato de terem filhos menores de 12 anos devendo os mesmos receber o subsídio de assistência à família;
8- Moratória por um período não inferior a 4 meses no pagamento de todos os impostos à Autoridade Tributária;
9- Suspensão da ações de despejo a inquilinos pelo fato de não pagamento de renda e não aplicação do agravamento dos 20%;
10- Possibilidade de criar um período de carências do pagamento de rendas (4 meses) a ser diluído no pagamento das rendas seguintes (até ao período de 12 meses);
11- - Flexibilização da marcação e do gozo das férias;

Associação Portuguesa de Barbearias, Cabeleireiros e Institutos de Beleza
Largo Casal Vistoso no. 4 – A
1900-142 Lisboa
Tel: 218.820.840 telemóvel: 961946790
[email protected]

03/25/2020

Centro Artístico e Cultural dos Cabeleireiros de Portugal

O Centro Artístico Cultural dos cabeleireiros de Portugal associa-se a esta iniciativa, por considerar que em tempos difíceis é importante estarmos unidos para bem da profissão:
COMUNICADO JÁ ENVIADO À COMUNICAÇÃO SOCIAL
A Associação Portuguesa de Barbearias Cabeleireiros e Institutos de Beleza em nome de todas as empresas, empresários e seus trabalhadores vem apelar ao apoio imediato do Estado, de forma a ser possível a manutenção da sua existência e por inerência dos postos de trabalho dos seus trabalhadores, com a implementação de medidas realmente eficazes.
O sector dos cuidados pessoais representa mais de 200 (duzentos) mil postos de trabalho aos quais acresce mais de 100 mil trabalhadores independentes que precisam do espaço dos estabelecimentos comercias (numa política de interação) para exercer a sua atividade.
Este sector constituído, em grande maioria, por micro entidades empregadoras onde trabalha o próprio empresário juntamente com mais um ou dois trabalhadores veio a ser fragmentado, pelas diversas politicas levadas a cabo por diversos governos, de onde resultaram estas pequenas unidades produtivas que vivem da receita do dia a dia para pagar os consumos necessários ao exercício da atividade: a renda/empréstimo bancário do estabelecimento, a enorme carga fiscal, os fornecedores, o vencimento do empresário e dos seus trabalhadores.
No final destes pagamentos nada resta. Como poderão, agora, estas micro unidades produtivas pagar, seja o que for, sem qualquer receita? O próprio empresário que é verdadeiramente um assalariado de si próprio também não vai receber qualquer vencimento.
Estas microempresas com as medidas insuficientes anunciadas, e isto é um facto, não terão a possibilidade de chegar ao fim do mês e pagar os vencimentos dos seus trabalhadores, nem pagamentos de rendas, fornecedores, encargos sociais ou impostos.
Nas medidas a implementar há que ter em atenção a diversidade dos tecidos empresariais e não se pode privilegiar determinados setores de atividade que durante anos ganharam milhões.

Assim exige-se:

1- Lay off simplificado sem a referência a dois meses de quebra de faturação e assumidos pelo Estado, a 100%, os custos com remunerações;
2- Criação de Linhas de crédito de apoio à tesouraria com uma taxa de juro 0% (tal como já foi dito pelo Sr. Primeiro Ministro: - os contribuintes ajudaram os Bancos, agora está na hora de os Bancos ajudarem os contribuintes) com condições de acesso menos rigorosas de forma a serem acessíveis a um maior número de empresas;
3- Com os estabelecimentos encerrados e sem consumos de água, gás e eletricidade a isenção de quaisquer pagamentos com eles relacionados enquanto durar o seu encerramento;
4- Moratórias imediatas para rendas das lojas fechadas e criar uma compensação fiscal para os senhorios, no sentido de receberem estas rendas mais tarde;
5- - Moratórias imediatas nas prestações a pagar aos bancos;
6- - Moratórias imediatas para todos os impostos, quer para a declaração e quer para o pagamento;
7- Não pagamento de qualquer vencimento aos trabalhadores que tenham deixado de trabalhar pelo fato de terem filhos menores de 12 anos devendo os mesmos receber o subsídio de assistência à família;
8- Moratória por um período não inferior a 4 meses no pagamento de todos os impostos à Autoridade Tributária;
9- Suspensão da ações de despejo a inquilinos pelo fato de não pagamento de renda e não aplicação do agravamento dos 20%;
10- Possibilidade de criar um período de carências do pagamento de rendas (4 meses) a ser diluído no pagamento das rendas seguintes (até ao período de 12 meses);
11- - Flexibilização da marcação e do gozo das férias;

Associação Portuguesa de Barbearias, Cabeleireiros e Institutos de Beleza
Largo Casal Vistoso no. 4 – A
1900-142 Lisboa
Tel: 218.820.840 telemóvel: 961946790
[email protected]

03/15/2020

Comunicado
Face às últimas notícias sobre o aparecimento do novo coronavírus , COVID-19, em Portugal e de acordo com as orientação da DGS e Plano de Contingência de controlo de infeção, vimos informar que funcionaremos apenas por marcação.

Apelamos a vossa compreensão. João Andrade cabeleireiros

01/24/2020

Expocosmética

Vem aí o maior Campeonato de Cabeleireiros/Barbeiros da peninsula ibérica na .

O Centro Artistico Cultural Cabeleireiros Portugal, organiza no próximo dia 26 de abril, a 7ª edição do Campeonato Nacional do Cabeleireiro-CACCP 2020.

No Palco principal da Expocosmetica vamos receber dezenas de concorrentes de norte a sul do país, com várias provas que vão selecionar o Campeão Nacional 2020.

Mais informações em: 917287408

12/24/2019

Andrade cabeleireiros deseja a todos os clientes e amigos um Feliz Natal e um bom ano

04/19/2019

Centro Artístico e Cultural dos Cabeleireiros de Portugal

Regresso ao passado

12/31/2018

João Andrade cabeleireiros deseja a todos os clientes e amigos um feliz ano novo

12/24/2018

João Andrade cabeleireiros deseja a todos os clientes e amigos um feliz Natal

08/09/2018

Estamos encerrados para férias de
13 a 16 Agosto
20 a 23 Agosto
Estamos abertos dia 17 e 18 Agosto

06/20/2018

Formação CACCP

12/05/2017

Andrade Cabeleireiros

12/05/2017

Andrade Cabeleireiros's cover photo

03/12/2017

Apresentação linha de moda primavera /verão 2017

12/24/2016

A João Andrade Cabeleireiros deseja-lhe um santo e feliz natal a todos os seus clintes e ainda um prospero ano de 2017 🎉🎅

12/06/2016

Timeline Photos

12/02/2016

Celebrar 7° aniversário

12/02/2016

Andrade Cabeleireiros

09/23/2016

Lançamento da linha de moda outono-inverno 2016

07/27/2016

Aqui está o nosso mapa de féria🌊🌞

07/26/2016

Um dos nossos trabalho!! Venha experimentar!!😉

06/28/2016

A nossa montra de verão 🌞🌊

06/28/2016

Andrade Cabeleireiros

Telephone

Opening Hours

Monday 2pm - 7pm
Tuesday 9:30am - 7pm
Wednesday 9:30am - 7pm
Thursday 9:30am - 7pm
Friday 9:30am - 7pm
Saturday 9:30am - 7pm